Me Livrando Especial: Cozinha Literária - A Feast of Ice and Fire

Postado por - segunda-feira, março 02, 2015



      Antes de mais nada gostaria de agradecer a todos pelo carinho nos comentários da minha primeira postagem. É a primeira vez que exponho meu trabalho para qualquer tipo de público e a reação de vocês me deixou muito feliz e também um pouco perplexa. Sou tímida, até mesmo na hora de escrever comentários na internet! E timidez não é algo muito interessante para uma colunista sentir. Espero que com o tempo e a ajuda de vocês eu me acostume com essa nova "exposição" do meu trabalho. Mais uma vez muito obrigada! Agora vamos ao que interessa...


Título do Livro: A Feast of Ice and Fire: The Official Game of Thrones Companion Cookbook
Autoras: Chelsea Monroe-Cassel e Sariann Lehrer
Ano: 2012
Onde comprar: Saraiva.
Mais informações aqui.





      Se você já leu pelo menos um dos livros da série As Crônicas de Gelo e Fogo, também se pegou salivando sobre uma página repleta de pratos exóticos e saborosos. É inevitável! George R. R. Martin fez um trabalho tão excepcional despertando a fome de seus leitores quanto fez com tudo mais em seus livros.
      Quem não gostaria de sentar-se à mesa do Casamento Roxo e saborear uma torta de pombos fresquinha?  Talvez esse não seja o melhor exemplo, mas duas americanas levaram o desejo de milhares de fãs um passo adiante e trouxeram as comidades de George para o mundo real.


Poxa, Joffrinho... Que pena que você morreu... (Só que não).
      Descobri o site Inn at the Crossroads, de Chelsea Monroe-Cassel e Sariann Lehrer, por acaso, sendo mencionando em algum fansite de Game of Thrones e fiquei encantada! O projeto começou em meados de 2011 e continua na ativa mesmo depois da publicação do livro de 2012. Lá você encontra todos os meses comidas deliciosas, inspiradas no mundo d'As Crônicas.
      A introdução do livro foi escrita pelo próprio Martin e começa com uma frase reveladora e um tanto estranha de se encontrar em um livro de culinária: "Eu não sei cozinhar". (Nota da Celly: eu te entendo, Martin).
      Sim, leitores, fomos todos enganados! Por ser um texto muito interessante, resolvi traduzir algumas partes para vocês conhecerem um pouco mais sobre um dos autores mais influentes do gênero da fantasia:
Todos os parágrafos e páginas que dediquei à comida em meus livros e estórias ao longo dos anos... Todas as descrições detalhadas e cheias de amor de pratos simples e exóticos, todos aqueles banquetes ficcionais que fizeram você salivar... Eu nunca realmente cozinhei nenhum deles. Eles foram feitos de palavras. Substantivos bem carnudos, verbos frescos e crocantes, um bom tempero de adjetivos e provérbios. Palavras. O ingrediente com o qual os sonhos são feitos... Sonhos muito saborosos, sem gordura e sem calorias, mas também sem valor nutricional. Sou bom em escrever, cozinhar nem tanto assim.


Comida é um dos grandes prazeres da vida, e eu sou todo a favor de prazer. Ler é outra das coisas que faz a vida valer a pena, e quando podemos combinar leitura e comida, bem...

      Para aqueles leitores apressadinhos que já se perguntaram porque George perde tantos parágrafos em seus livros descrevendo o que os seus personagens estão comendo, aqui está a sua resposta:


Eu escrevo para contar uma estória, e contar uma estória não é a mesma coisa que avançar o enredo. Se o enredo fosse tudo que importa nenhum de nós leria livros! Pra mim o que importa é a jornada, não quão rápido você pode chegar ao seu destino. Quando leio, como quando viajo, quero apreciar a paisagem, cheirar as flores, e sim, também provar a comida. Meu objetivo como escritor sempre foi criar uma experiência imersiva para meus leitores. Quando um leitor termina um de meus livros, quero que ele se lembre dos acontecimentos do livro como se ele mesmo os tivesse vivido.

      Os capítulos de A Feast of Ice and Fire são divididos em regiões de Westeros. Nossa jornada culinária começa na Muralha, seguindo para o Norte, Sul, King's Landing, Dorne e para o Outro Lado do Mar Estreito. Neles você vai encontrar todo tipo de comidas e um trecho do livro onde são citadas. É interessante notar como George foi cuidadoso em imprimir a identidade cultural de cada região na comida que seus personagens encontram nela.
      Só para mencionar algumas: a salada da Sansa, mirtilos gelados com creme doce, truta assada enrolada em bacon, biscoitos de aveia, maçãs assadas, creme de cogumelos, torta de porco, pato com limão, torta de pombo (sim, a receita leva mesmo carne de 5 pombos), e até cobra dornesa com molho picante! Nem preciso dizer que não pretendo testar algumas delas!
      Quase todos os pratos possuem duas receitas sugeridas: uma medieval e uma moderna, que se diferenciam não apenas na aparência mas na facilidade de execução e nos ingredientes. Você também encontra opções de acompanhamento para cada uma das receitas do livro, assim no caso de uma refeição completa ao estilo Game of Thrones, você já sabe exatamente o que servir.


      As autoras tiveram todo um cuidado em desenvolver e trazer à vida estes pratos de fantasia e por isso pesquisaram receitas antigas reais, de livros medievais, romanos, ingleses, entre outros. Algumas possuem estórias bem engraçadas sobre seu desenvolvimento ou como as autoras conseguiram chegar à versão que está nos livros.
      Para uma fã d'As Crônicas que por acaso estudou gastronomia e é uma foodie de carteirinha, só posso dizer que este livro é um dos exemplares mais queridos e singulares que tenho na minha estante. Ele conseguiu juntar duas das minhas maiores paixões, dois passatempos que até então sempre enxerguei como coisas totalmente separadas e distintas. Resumindo: não empresto nem se pedir de joelhos!     

      Se você se interessou pelo livro e gostaria de tentar alguma das receitas é só dar uma passadinha lá no site das meninas, com certeza muitas delas vão abrir seu apetite! Como nem todo mundo está acostumado a seguir uma receita, muito menos em outra língua, aqui vai uma das mais conhecidas dos fãs de George e, na minha opinião, uma das mais gostosas e fáceis de fazer. Os famosos lemon cakes da Sansa! Que não são bolos, na verdade são biscoitos... Vai entender!

Lemon Cakes da Sansa

Todas as receitas do livro estão medidas em cups. Em supermercados ou lojas especializadas você encontra medidores para esse sistema americano. Em todo caso, fiz a conversão para gramas:
2 1/2 cups de farinha de trigo (300 g);
2 cups de açúcar cristal (400 g);
6 colheres de sopa de manteiga sem sal (aprox. 100 g);
2 ovos + 1 gema;
Casca ralada de limão (de preferência o siciliano).

Modo de Preparo:
Pré-aqueça o forno a 180ºC;
Misture todos os ingredientes em um bowl usando as mãos até formar uma massa uniforme que desgrude facilmente dos dedos;
Você pode simplesmente fazer bolinhas e amassá-las com as mãos, ou abrir a massa com um rolo e cortá-la no formato que desejar;
Em uma forma para biscoitos anti-aderente (se não tiver uma, unte uma folha de papel manteiga e disponha sobre uma assadeira normal), disponha as bolinhas de massa com pelo menos 2 cm de distância umas das outras e leve para assar por pelo menos 15 minutos ou até as bordas dos biscoitos ficarem douradas.


      Sucesso na certa! Já perdi a conta de quantas vezes fiz essa receita. A quarta temporada de Game of Thrones está quase aí! Quem sabe você não se inspira e prepara alguma coisa diferente da pipoca esse ano?
      Para os fãs de outros autores como Neil Gaiman, Scott Lynch e Steven Brust, Chelsea também criou o site Food Through the Pages, que conta com receitas citadas nos livros destes, todas com a mesma qualidade de pesquisa, sabor e fotos lindíssimas!
      Entendo que este não é um livro que a maioria de vocês vai fazer questão de ter em casa, seja pela temática, pelo preço ou por estar disponível apenas em inglês. Mas para mim, poder mostrar um pouquinho do "submundo" das livrarias, aqueles livros que não se tornaram bestsellers ou já são velhos demais para que alguém se lembre eles, é algo muito gratificante.




Você também pode gostar de:

0 comentários