Folheando 05: O Piso-Rouxinol

Postado por - quarta-feira, março 25, 2015

Na imagem: Otori Takeo

            Essa resenha será um pouco menor do que as outras devido ao livro ser pequeno, caso eu me prolongue demais, posso acabar dando algum spoiler desnecessário.


Título da Série: A Saga Otori
Título do Livro: O Piso-Rouxinol (vol. 1)
Autor: Lian Hearn
Editora/Tradução: WMF Martins Fontes/Isabel Nunes
Páginas: 328
Ano: 2002
Onde comprar: Livraria Cultura || Saraiva || Submarino.
Mais informações aqui.

Em sua fortaleza de muralhas escuras, o senhor e assassino Iida Sadamu observa seu famoso piso-rouxinol. Construído com grande perícia, esse piso canta a cada passo de quem tente atravessá-lo. Nenhum ser humano consegue passar por ele sem ser ouvido. Mas, num remoto povoado das montanhas, na parte alta das terras vastas e antigas dos Três Países, mora um menino fora do comum. Ele ainda está por descobrir sua verdadeira identidade e o grande mistério que lhe confere o poder de destruir as ambições assassinas de Iida. Criado entre os Ocultos, povo isolado e voltado para o desenvolvimento da mente, Takeo conhece apenas os caminhos da paz. No entanto, ele tem os dons sobrenaturais da Tribo - uma audição extraordinária, a capacidade de estar emdois lugares ao mesmo tempo, o poder de se tornar invisível. Quando sua vida é salva pelo misterioso Senhor Otori Shigeru, Takeo inicia a jornada que o levará ao encontro de seu destino, no interior das muralhas de Inuyama. Em seu trajeto ele irá conhecer vingança e traição, honra e lealdade, beleza e magia, além da avassaladora paixão amorosa. 'O piso-rouxinol', o primeiro livro da trilogia 'A saga Otori', é uma história vigorosa, uma extraordinária obra de ficção, de magnitude épica e de brilhante imaginação. O mundo mítico dos Otori é inesquecível.




            O Piso-Rouxinol é o primeiro volume da Saga Otori, escrito por Lian Hearn (pseudônimo de Gillian Rubistein) e publicado aqui no Brasil pela WMF Martins Fontes. A narrativa alterna entre Takeo, em primeira pessoa, e Kaede, em terceira pessoa. O livro se passa no país do leste, inspirado fortemente no Japão feudal.

Clique para ampliar.
            Takeo é um jovem nascido e criado em um clã isolado, o Clã dos Ocultos. Logo no início da história presencia o assassinato de toda sua vila, só escapando da morte porque foi resgatado por Otori Shigeru, um herói de guerra e importante membro do Clã Otori. Apesar da semelhança com a história de Jorg, Takeo é completamente diferente. Kaede é uma belíssima jovem de quinze anos nascida em uma família nobre e mantida refém desde os sete anos por outro clã.
            No livro, acompanhamos a trajetória de Takeo e os mistérios sobre sua origem, a descoberta de algumas habilidades importantíssimas para a história e sua busca por vingança contra sua família. Kaede procura suportar e sobreviver a diversas intrigas políticas, sendo apenas um "peão" nas mãos de outras pessoas.
O País do Leste possui três clãs principais: Tohan, Seishuu e Otori; porém existem outros menores como Shirakawa e Maruyama. O clã que governa grande parte do país é Tohan e seu líder, Iida Sadamu, é um homem cruel e perverso.


Minhas Impressões
             Confesso que quando comecei a leitura, não esperava muito do livro. Contudo, a medida que ia avançando na leitura, me joguei de cabeça nessa história cheia de intrigas, assassinatos, mistérios e reviravoltas. A autora foi muito competente nas descrições e no desenvolvimento dos personagens, gerando uma imersão incrível. O final foi de tirar o fôlego, muito bom. Espero ler as continuações o mais rápido possível!

Sessão spoilers!
- O final foi digno de Martin, muitas mortes importantes, inclusive de Otori Shigeru, Iida Sadamu e Maruyama Naomi.
- Quando foi revelado que Iida Sadamu usava um piso especial, o Piso-Rouxinol (que caso alguém pise, assovia como um pássaro), para se proteger, fiquei bem surpreso.
- As habilidades de Takeo são provenientes de seu pai, um membro da Tribo.




Você também pode gostar de:

0 comentários