No Jutsu 01: O mundo dos animes e mangás

Postado por - domingo, março 08, 2015


Hoje quem estreia uma coluna nova aqui no MeL é a linda da Manuh Macedo, que vem mostrar um pouco pra gente sobre o mundo oriental com o que muita gente ama: animes e mangás. O primeiro post maravilhoso tem esse título auto-explicativo e serve pra você, que não conhece nada do tema, ficar por dentro. E vamos lembrar de ser educados: seja bem-vinda, Manuh! 





Japão é um mundo totalmente avulso do ocidente – em questão de cultura, costumes, etiqueta, entretenimento, culinária. Felizmente temos como espiar esse mundo pelos animes e mangás. Para entrar nesse mundo tem que ir com a cabeça aberta, mente limpa – nem todos são capazes de entender o humor japonês, o drama, as aventuras, a noção de heroísmo e altruísmo que está inserida na maioria dos enredos. E nem todos os enredos agradam.
Animes são desenhos animados japoneses, e os mangás são as histórias em quadrinhos com leitura inversa e impressos em preto e branco. Em ambos, varia a quantidade de episódios/número de capítulos. Vai desde um especial até sagas inteiras com 300 episódios ou mais de 700 capítulos.
Com relação aos animes, geralmente um episódio de anime tem em média 23 minutos. OVAS, que são animes especiais com qualidade gráfica melhor, variam bastante a duração de cada um. E claro, tem filmes que são produzidos por estúdios conceituados, no caso de “A Viagem de Chihiro” pelo Estúdio Ghibli (que fechou, que tristeza ). 

Chihiro tomando um chá 

Para quem pensa que é algo propriamente infantil, saiba que como filmes, há todos os tipos de classificações e gêneros de animes e mangás. Os gêneros apontam a direção que a história daquela obra segue, e no Oriente a ideia dos gêneros veio do público alvo da revista na qual o mangá é publicado. Seja como for, os gêneros facilitam em muito a busca pelo que ler/assistir.
Irei explicar como cada um é usado, para que nos próximos posts ninguém se sinta perdido, pois irei usar desses gêneros e classificações para fazer o resumo e análise.


Quais são os principais gêneros de animes e mangás?
Shounen/Shonen Voltado para o público de garotos jovens, traços mais leves e temática de humor, honra, aventuras, amizade, lutas, superação. Exemplos: Samurai X, Naruto, Bleach, Dragon Ball, Kuroko no Basket, D-Gray Man, One Piece, Fairy Tale, Death Note, Fullmetal Alchemist.
Shoujo/Shojo Voltado para o público de garotas jovens, traços harmoniosos e temática de romance, humor, clichês, e personagens principais femininas. Exemplos: Fruits Basket, Kaichou wa Maid-sama, Akatsuki no Yona, Ao Haru Ride, Skip Beat!, Kimi ni Todoke, Sakura Card Captors.
Seinen  Público masculino adulto, com traços mais humanizados, e temática adulta, como violência, sexo, horror, psicológico, drama. Exemplos: Tokyo Ghoul, Berserk, Gintama, Sekirei, Vagabond.
Josei Público feminino adulto, com temas mais sérios e menos humor, romance, sexo, drama, psicológico. Exemplo: Nana, Nodame Contabile, Chihayafuru, Midnight Secretary, Mars, Paradise Kiss.
Capa de Naruto, volume 1: um mangá shounen.

E quanto às principais classificações?
Classificar uma obra não é algo fácil: um anime/mangá pode ter várias classificações.
Classificações básicas que não precisam ser explicadas, temos: Comédia, Romance, Drama, Fantasia, Ação, Aventura, Horror, Artes Marciais, Histórico, Adulto/Maduro, Esportes, Tragédia, Sobrenatural, Vida Escolar, Mistério, Psicológico.
Outras classificações são:

Ecchi  ou “Pervertido”, inclui nudez, insinuação erótica e comédia. Exemplo de Ecchi: Shokugeki no Soma.
Hentai  O pornô japonês em animes. Não precisa de exemplo.
Gender Bender  Se vestir como o sexo oposto, usar maquiagens, ou até trocar de corpo. Exemplo: Ouran High School Host Club.
Harém  Onde o personagem principal é rodeado por personagens do sexo oposto. Exemplo: Saber Marionette J.
Mecha  Robôs ou armaduras robóticas. Exemplo: New Genesis Evangelion.
Sci-fi   Ficção científica no geral: viagem no tempo, alienígenas, armas, mundo virtual, etc. Exemplo: Sword Art Online.
Shoujo-ai e Yuri   Shoujo-ai é basicamente o amor entre garotas. Yuri é mais explícito. Exemplo: Saki.
Shounen-ai e Yaoi   Shounen-ai é amor entre garotos. Yaoi é mais explícito. Exemplo: Loveless.
Smut   Quase o mesmo que Ecchi, mas é voltado para o público feminino. Exemplo: Honey x Honey Drops.
Ouran High School Host Club: temática secundária de Gender Bender.

 
Todas essas informações podem parecer difíceis de serem assimiladas, mas com o tempo o gosto acaba por escolher quais gêneros e classificações de sua preferência quase que automaticamente. Ademais, facilita na busca por novidades em sites que disponibilizam mangás e animes online.
Infelizmente, o mercado para esse tipo de entretenimento aqui no Brasil ainda é muito pequeno, e são poucos os mangás traduzidos e publicados, os animes sempre são dublados em canais fechados. A beleza de tudo isso é a internet, que nos facilita uma ampla gama de sites de scans de mangás e de episódios de animes legendados. São por esses grupos de fãs, chamados pejorativamente de “otakus”, que temos a facilidade de conhecer culturas novas.

Com isso, encerro o post dessa semana. A cada semana irei mostrar um gênero diferente de mangá ou anime como dica, análise e opinião. Fique ligado!



Você também pode gostar de:

0 comentários