Resumão #1 || O que anda acontecendo?

Postado por - sexta-feira, julho 22, 2016


E aí, galera, tudo certo? Faz um tempinho que não dou as caras por aqui, né? Como avisei na página do Facebook, aproveitei que minha família faria uma viagem e tirei uns dias de descanso não apenas do blog, mas de tudo. Foi fantástico, fiquei sem acesso à internet e percebi o quanto essa ferramenta é capaz de nos prender num mundinho que deixa a gente alheio ao que nos aguarda lá fora. Eu estava precisando de uns dias totalmente offline para perceber o quanto andava viciada.


De qualquer forma, precisei voltar à minha realidade, e isso inclui o Me Livrando. Fiquei com saudades do blog e do nosso grupo, de ler e responder os comentários de vocês tanto aqui quanto lá. Pensei muito no que postaria para marcar o retorno dessas mini-férias... E é tanta coisa para postar que fiquei meio perdida. Sabe quando você tem muita coisa pra fazer e não sabe por onde começar? Comigo foi bem assim. Decidi então fazer um resumo de tudo e falar inclusive do que vem por aí. Vamos lá?


O que estou lendo?



Prince of Thorns, primeiro livro da Trilogia dos Espinhos, Mark Lawrence. Foi publicado no Brasil pela DarkSide Books e estava na minha lista de leitura há algum tempo. Eu confesso que tive receio de ler porque os comentários sobre a obra não são muito bons nos grupos que frequento, mas ainda assim solicitei através da parceria com a editora. E não é que estou amando?
Como vocês podem ver pelas fotos, as marcações que fiz não foram poucas. Frases legais, detalhes importantes sobre a história, observações que quase passam despercebidas... Apesar de o Rafa já ter resenhado, e termos entrevistado o Mark, quero resenhar também, então estou reunindo tudo para fazer uma análise bem legal e convencê-lo a conhecer Jorg Ancrath, um garoto de 13 anos cuja crueldade me fez lembrar Joffrey Baratheon. Em Prince of Thorns, no entanto, a história é narrada pelo próprio Jorg – ou seja, vemos tudo sob seu ponto de vista. Você entende o porquê de o príncipe ser como é, e eu até o compreendi tanto quanto foi possível em se tratando de um assassino e estuprador... Isso graças ao Mark Lawrence, que tem uma narração em primeira pessoa bem interessante. Eu simplesmente não consegui encontrar os defeitos de que as pessoas tanto falam. Gostei da construção dos personagens de modo geral, que nos são apresentados através de flashbacks no meio da história, e posso dizer que estou curtindo a leitura mais do que de Prince of Fools – e olha que eu também gostei bastante desse último.

Envolvemos nosso mundo violento e misterioso num pretenso conhecimento. Embrulhamos os vácuos de nossa compreensão com ciência ou religião, e passamos a acreditar que a ordem foi imposta. E, na maior parte do tempo, a ficção funciona. Roçamos a superfície, ignorando as profundezas. Somos libélulas voando sobre um lago, com quilômetros de profundidade, perseguindo caminhos erráticos atrás de causas sem sentido. Até aquele momento quando algo vindo do frio desconhecido vem à tona atrás de nós.


O que eu li?


O Trono de Diamante, de David Eddings, cuja resenha em breve será postada por aqui. Além de ter adorado Sir Sparhawk, o que realmente me fisgou nesse livro foi o worldbuilding. Uma análise detalhada é mais do que justa para uma obra desse nível. Esperar pelo momento em que terei o volume 2 em mãos será, no mínimo, sofrível...

O Império de Diamante, de J. M. Beraldo, foi uma surpresa à parte. A resenha deve sair em breve também. Foi a primeira obra dedicada à mitologia africana que li e confesso que demorei um tantinho a ser fisgada pela leitura, mas depois que aconteceu, foi só amor.



O que pretendo ler?

O box de quadrinhos de A Guerra dos Tronos com certeza está no topo da lista. Além de ser uma experiência diferente, as artes me cativaram logo de cara e estou mega ansiosa para começar a leitura. As edições são tão lindas que amanhã farei um post à parte apenas para mostrar essas preciosidades a vocês. Curiosidade: recebi de alguém que não faço ideia. Um presentinho que me deixou feliz e estará sempre guardado no meu coração, ainda que um dia os exemplares deixem de existir, só pela simbologia do ato. Fiquei embasbacada quando interfonaram avisando que havia uma encomenda na portaria. Obrigada, serumaninho maravilhoso!


Também quero ler O Povo Contra O.J. Simpson. Recebi há um tempo da DarkSide Books, mas ainda não li por questões de prioridade mesmo. Além da faculdade, né? Agora, no entanto, estou com uma louca vontade de conhecer a história do caso que chocou o mundo. Mais do que na hora.


Quero ler também Um Chapéu Cheio de Céu, recebido em parceria com a Galera Record. Os Pequenos Homens Livres, que antecede esse livro, foi uma grata leitura que amei fazer. Duvido que com Um Chapéu será muito diferente. Preciso de mais Tiffany Dolorida!

Caminho das Sombras está na lista. Recebido da Editora Arqueiro, foi muito elogiado nos grupos em que participo. Eu até comecei a leitura, mas por algum motivo abandonei – nem lembro porque abandonei, para ser sincera. Quero dar uma segunda chance.

Ah, e o livro mais inusitado dessa listinha: o amor nos tempos de #likes. Acho que a idade está me deixando um pouquinho romântica, né? Só sei que o Grupo Editorial Record enviou esse exemplar sem aviso prévio e eu fiquei curiosa, surpreendentemente me vendo com vontade de ler as histórias do livro. Acontece nas melhores famílias!


Maratona Literária Infanto-Juvenil: o que vou ler?
Ela acontecerá amanhã, após ter sido adiada por probleminhas técnicos (que me ensinaram a não mexer em time que está ganhando, aliás). Nessas 24h do sábado não estarei sendo muito ambiciosa, como sempre, porque eu sou a responsável pela Maratona, então na maioria das vezes fico sem tempo para ler :p Mas tento! E os livros que defini para amanhã foram Como Treinar Seu Dragão, uma releitura, e Um Chapéu Cheio de Céu – aí tiro logo um da listinha e já alivio para o meu lado, há.
Se conseguirei ler os dois em 24h? Talvez. É a intenção. Mas e você, o que irá ler?


Teremos postagens de novos artigos?
Com certeza. Dicas de livros para leitores de As Crônicas de Gelo e Fogo, só para começar. Um post que andei preparando sobre o nosso amado Tyrion Lannister também, e mais um da série Fantasia Pelo Mundo mostrando as capas de A Fúria dos Reis, livro 2 da saga de Martin, Brasil afora. Também estou pensando em fazer uma resenha decente de O Nome do Vento, porque não sei se posso chamar de resenha aquela declaração à obra que fiz no começo do blog :p
Ah, está no calendário também uma postagem sobre os meus livros favoritos da DarkSide Books – com sorteio no final! Esse será bem legal de fazer, imagino. Talvez em vídeo? Não dá pra prometer ainda ):
Por enquanto é só, mas aceito dicas de postagens também!


E o novo colaborador?
Como falei no post, a viagem que fiz em família me deixou sem acesso à internet. Isso atrasou um pouquinho o resultado, mas não significa que eu esqueci. E bônus para você que ainda não se inscreveu, porque agora tem um tempinho extra para fazê-lo! Só enviar um e-mail para melivrando@live.com anexando uma resenha ou artigo que você faria para o blog e dizendo porque quer ser parte da família. Estou lendo todas as submissões e não deixarei a sua passar em branco.


Resenhas de séries?

Não é o foco do blog, mas essa semana estou assistindo Stranger Things, então vocês podem esperar no mínimo um “Motivos para assistir” por aqui. Não posso ficar sem falar nada sobre a série do momento, né? Além disso, eu ainda nem existia nos anos 80, então não compreendi muitas das referências mencionadas pelas pessoas, que foi o que fez com que elas curtissem a obra... Eu serei uma leiga dando pitaco no assunto, quero só ver o resultado disso hahahah


Se você leu até aqui, meu muito obrigada. Isso porque foi resumão, né? <3 Em um mês volto com o próximo. Aproveitem esse restinho de férias, leiam bastante e saiam um pouco desta rede mundial de computadores viciante – cês vão me agradecer depois, sério. Beijão!


Gostou do post? Deixe seu like e um comentário! Responderei tão logo seja possível. Obrigada pela visita!



Você também pode gostar de:

0 comentários