Especial || Crônicas Saxônicas - Bernard Cornwell

Postado por - quarta-feira, setembro 21, 2016


Em 1998, Steven Spielberg, com o filme O Resgate do Soldado Ryan, criou um marco para os filmes de guerra, quebrou com a visão romântica e heróica do soldado e trouxe para as telas algo mais real. Spielberg pegou o telespectador e o colocou dentro da guerra, tínhamos a sensação agonizante de fazer parte do batalhão. Medo, desespero e instinto de sobrevivência afloravam em nossos sentidos. Se criar tal imersão nas telas não é fácil, imagina construir essas sensações em um livro? Muito mais difícil e Bernard Cornwell conseguiu com Crônicas Saxônicas.

Não vou fazer uma resenha de um livro específico, vou avaliar a saga como um todo, e para evitar spoilers não entrarei em detalhes da trama. No Brasil foram lançados nove livros, Cornwell não sabe dizer quantos livros terão suas crônicas. A boa notícia é que ele escreve muito mais rápido do que Martin.
O ponto de vista é o da primeira pessoa. A vantagem desta escolha é que o leitor consegue criar uma conexão rápida e profunda com o protagonista. A desvantagem é que os outros personagens ficam em segundo plano e corre o risco da trama não ser desenvolvida com toda sua potencialidade. No caso das Crônicas Saxônicas o protagonista que narra a história é Uhtred de Bebbanburg, o primeiro livro começa quando ele ainda era uma criança, no oitavo vemos o personagem em torno dos seus quarenta anos. A história começa com uma invasão viking ao norte da Inglaterra, Uhtred (pai do Uhtred protagonista) sai para defender suas terras dos invasores e deixa seu irmão (tio do Uhtred protagonista) responsável pela fortaleza de Bebbanburg. Uhtred desobedece seu pai e vai olhar a luta de perto, os vikings massacram os ingleses e o líder deles, Ragnar, resolve adotar Uhtred, que é criado dentro dos costumes vikings. A trama gira em torno de alguns pontos chave como a guerra entre vikings e ingleses, unificação inglesa e embate entre o cristianismo e religião nórdica. Uhtred é um inglês de nascimento e nórdico de criação, qual parte dele prevalecerá? Só lendo para saber.

O destino é inexorável.

Resultado de imagem para uhtred
ALEXANDER DREYMON COMO UHTRED NA SÉRIE THE LAST KINGDOM (adaptação pelo canal History)

A vantagem do livro em primeira pessoa se faz presente nesta obra. Uhtred é um personagem incrível, com um humor ácido, uma inteligência para as melhores estratégias e uma leve inclinação para fazer merda: ele nos conquista rapidamente. Aos poucos vemos o mundo com os olhos dele e passamos a pensar que o destino é inexorável. As batalhas são uma maravilha a parte, Cornwell nos transporta para dentro de uma parede de escudos, sentimos medo, agonia e adrenalina com as palavras do escritor. Estar em uma guerra não é romântico e nem belo, mas pode ser emocionante pelo fato de ter sobrevivido.
Sabe aquela desvantagem que citei nos livro em primeira pessoa? Ela não existe nas Crônicas Saxônicas. Temos protagonistas sensacionais, com as mais diferentes personalidades que despertam paixão e ódio no leitor, alguns os dois sentimentos ao mesmo tempo. A trama é simples, mas muito bem costurada, o suspense fica nas estratégias e intenções que os adversários do Uhtred tomarão, alguns pontos de virada vemos chegando de longe e outros acontecem sem esperarmos, de uma forma geral a narrativa não segue um padrão único e não fica enjoativa. Eu comprei um box com os sete primeiro livros, minha ideia inicial era intercalar um exemplar das crônicas saxônicas com algum outro livro. Não consegui e li os sete livros sem parar.
Crônicas Saxônicas, trata-se de uma ficção histórica, o que significa que ela é baseada em passagens históricas reais, neste caso, na unificação da Inglaterra e na invasão nórdica à ilha. Como ficção nem todos os personagens e acontecimentos são reais, mas Bernard Cornwell se aproxima bastante do que os historiadores relatam sobre o período e no final de cada livro faz notas históricas contando sobre as partes reais e fictícias do livro.
Se você gosta de narrativas épicas, com ação, com personagens marcantes e longas, Crônicas Saxônicas é o livro certo para você.


Este post foi escrito por Alex da Silva.

Você também pode gostar de:

0 comentários